Em novembro deste ano, dados de relatório elaborado por economistas e divulgados pela Conferência de Estimativa Demográfica do estado da Flórida, apontam que em cinco anos, a região irá receber número significativo de novos moradores. As informações animaram o mercado imobiliário local e pessoas interessadas em investir no estado, incluindo brasileiros.

Com movimento migratório intenso durante a pandemia – cerca de mil pessoas se mudaram para a região diariamente – a Flórida, que hoje conta com 21,2 milhões de habitantes, atingirá uma espécie de explosão populacional. “Além dos atrativos de lazer, conveniências, infraestrutura e o sonho de muitos estrangeiros em morar nos Estados Unidos, as pessoas estão optando por imóveis mais amplos e com custo-benefício bem atrativo por conta dos índices nas taxas de juros, hoje em torno de 2,7 a 3%, o que tem favorecido até para muitos americanos realizarem o sonho de comprar a primeira casa”, explica Jacob Abdala, sócio-fundador da Legacy Plus Realty. 

Não há como negar que a pandemia e consequentemente o isolamento social, impulsionaram certa movimentação no mercado imobiliário, principalmente para quem já tinha planos comprar um imóvel. O home office também levou à necessidade de bem-estar e melhores espaços para o trabalho que passou a ser realizado integralmente em casa. Somado a isso, há uma demanda reprimida que está somente aguardando a abertura total das fronteiras, entre outras medidas oficiais, para a concretização de investimentos significativos.  

“Acredito em uma explosão imobiliária significativa na Flórida em 2021. O primeiro semestre pode ser uma surpresa. A expectativa é grande por conta da moeda americana como a mais forte no mundo. Tanto que hoje, 63% da reserva mundial está em dólar. Há essa possibilidade de busca por investimentos, tanto em imóveis residenciais quanto comerciais nos EUA, por conta da estabilidade na moeda americana. Todos estão esperando realmente a abertura das fronteiras e isso é um ótimo sinal para nós que atuamos no segmento”, pontua Abdala.