Gilson Rodrigues, líder comunitário e presidente da União de Moradores e Comerciantes de Paraisópolis. Foto: Daniel Eduardo

Qualicorp e Instituto Liberta doam máscaras de proteção com mensagens de conscientização à rede estadual de ensino de São Paulo 

Equipamentos vão carregar a inscrição “#nãosecale”, em prol do enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes

Neste momento de flexibilização da quarentena e retorno gradual das pessoas às ruas e às escolas, a Qualicorp, administradora de planos de saúde coletivos, anuncia a doação de recursos para a confecção de 100 mil máscaras pelo Instituto Liberta, que tem como missão o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Os itens de proteção serão doados à rede estadual de ensino de São Paulo.

A ação aposta na conscientização e no engajamento das escolas contra a violência sexual de crianças e adolescentes e faz parte da campanha #nãosecale, que tem o intuito de transmitir a mensagem estampada nas máscaras como apoio às denúncias de exploração.

“Essa é uma ação de extrema importância que, além de proteger o aluno em sua ida à escola, também contribui para conscientizar a população no combate à exploração e ao abuso sexual de crianças e adolescentes”, comenta Pablo Meneses, vice-presidente de Operações e Relacionamento da Qualicorp.

Segundo os registros do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), mais de 70% dos casos de violência sexual entre crianças e adolescentes acontecem na casa da vítima. Com a pandemia do Covid-19, a estimativa é que os casos tenham aumentado pela convivência das vítimas com seus agressores. Por este motivo, a volta às aulas é uma oportunidade para que os alunos encontrem um lugar de segurança nas escolas para falarem sobre os casos ocorridos.

“Nosso objetivo com essa campanha não é apenas distribuir máscaras, mas também engajar as pessoas com uma causa urgente no Brasil que é a violência sexual contra crianças e adolescentes”, explica Luciana Temer, presidente do Instituto Liberta.

Para a rede pública de ensino paulista, serão doadas 200 mil máscaras, confeccionadas com subsídios da Qualicorp e também de outros parceiros do Instituto Liberta.

O disque 100 é o canal oficial para denunciar qualquer tipo de exploração e abuso sexual infantil.