Projeto lançado em junho de 2020 atenderá todas as associações vinculadas à organização. A Zona Leste da capital é a primeira região a ter acesso às teleconsultas para pessoas com sintomas de Covid-19

A TETO, organização não governamental que se dedica à construção de moradias em comunidades, se uniu à Sharecare, empresa líder em inovação e digitalização da saúde, para estender a 14 comunidades de São Paulo o projeto Médico Solidário, criado para oferecer assistência médica para casos suspeitos de  COVID-19.  

Totalmente gratuita, a iniciativa oferece um canal digital exclusivo, através de uma enfermeira virtual, para resolução de dúvidas e triagem de sintomas relacionados ao coronavírus. Para casos identificados como de maior risco, consultas via telemedicina são realizadas por médicos voluntários. 

O objetivo do projeto é ampliar e facilitar o acesso à saúde de qualidade para a população da base da pirâmide, evitando assim que essas pessoas se desloquem utilizando transportes públicos, muitas vezes aglomerados, e esperem por horas atendimento em hospitais e Unidades de Saúde, considerados potenciais focos de contaminação.  A parceria surge como resultado da crescente preocupação com a saúde da população carente, visando ajudar pessoas que não possuem acesso a um plano de saúde. 

A expansão do projeto acontecerá de forma faseada, com início na Zona Leste. Aos poucos a abrangência deve chegar a todas as comunidades em que a TETO atua. Para ter acesso à iniciativa, os moradores dessas regiões deverão ter computador ou celular com acesso à internet. Caso estejam com suspeita ou tenham dúvidas sobre a COVID-19 basta que eles acessem o site www.medicosolidario.com e respondam as perguntas da Sara, a enfermeira virtual da Sharecare. Ela identificará se o usuário precisa de atendimento médico, sem custo.   

Se a necessidade for de um atendimento imediato, a recomendação é que o usuário procure um pronto-socorro. No entanto, para casos de sintomas sem agravos no momento, os usuários deverão preencher um formulário (disponibilizado pela Sara) para o agendamento da consulta, que acontecerá a distância, por Telemedicina. 

“Temos desenvolvido um trabalho focado, que será intensificado com a parceria com a TETO. A intenção é proporcionar a estas 14 comunidades de São Paulo um atendimento de alta qualidade, a fim de mitigar a disseminação da COVID-19, principalmente para aqueles que não têm acesso a planos de saúde. Esse projeto oferecerá, gratuitamente, triagem de sintomas e avaliação de necessidade de teleconsulta, além de videoconferência com médico e solução de dúvidas fazendo com que essa população não precise se deslocar a um hospital, neste momento de alto risco de contaminação”, explica Nicolas Toth, CEO da Sharecare Brasil. 

“Iremos trabalhar gradativamente todas as comunidades. No geral, estamos presentes na Zona Leste, Norte, Sul, Região Metropolitana de São Paulo e Ribeirão Preto.  Para a comunicação com as comunidades estamos trabalhando em vídeos explicativos, divulgação via Whatsapp e panfleto impresso a ser entregue com as cestas básicas”, afirma Ingrid Espitia da TETO. 

O projeto Médico Solidário surgiu de uma iniciativa dos médicos Cesar Bortoluzo, especialista em Cirurgia Geral e Urologia, que atua há 20 anos atua como gestor de serviços de saúde, e Francisco Soriano, professor associado da faculdade de Medicina da USP, e diretor da Divisão de Clínica Médica do Hospital Universitário (USP), que enxergaram através da tecnologia uma grande oportunidade para levar telemedicina gratuita às comunidades carentes e apoiar o combate à COVID-19.