Michelli Menezes

Lives corporativas ganharam força ao promover uma experiência diferenciada

São Paulo, 1 de junho de 2020 – A Berkley Brasil sempre atenta as necessidades do mercado, inova mais uma vez ao lançar o produto Live Eventos.

É sabido o quanto que a pandemia da COVID-19 impactou negativamente os eventos incluindo os shows em todo o país. Em resposta ao isolamento social, as lives corporativas (transmissão ao vivo de áudio e vídeo na Internet), sejam em ambientes fechados ou externos,  ganharam força ao promover uma experiência diferenciada aos fãs e expectadores que acompanham seu artista preferido.

Um censo realizado pela Abrape (Associação Brasileira de Promotores de Eventos), mostra que 51,9% dos eventos previstos para ocorrer este ano foram cancelados, adiados ou estão em situação incerta. Outro dado assustador, também divulgado pela entidade, que reúne entre seus associados cerca de 60% do PIB de eventos do país, é o de que cerca de 580 mil profissionais da área poderão perder os empregos em todo o Brasil. (fonte: ABRAPE, 07/04/2020)

“Em resposta a esta queda do número de eventos, incluindo os shows, a Berkley sai na frente mais uma vez ao oferecer esta proteção para as empresas patrocinadoras das lives, empresas organizadoras deste tipo de evento e também para os artistas/músicos”, comenta Alexandro Sanxes, diretor técnico da Berkley.

Para Michelli Menezes, subscritora do produto na Berkley, “O show em modelo de live realmente é uma alternativa para o mercado musical que estava parado durante o isolamento social. As incertezas quanto a retomada dos shows em modelo tradicional é enorme devido a aglomeração de pessoas. Alguns artistas recebem até dez contatos por dia para agendamento das lives.

As coberturas da Berkley compreendem o período de instalação e montagem, despesas de concepções artísticas com cenários e palco e o patrocínio, podendo ser incluídas coberturas adicionais como, responsabilidade civil fogos de artificio, riscos diversos equipamentos, acidentes pessoais para todo o staff e inclusive para o artista/músicos.

Fonte:

ABRAPE

http://www.abrape.art.br/views/noticia-det.php?id=96

Entrevista concedida a revista Veja.