Rio de Janeiro, 22 de abril de 2020 – O IRB Brasil RE anunciou hoje, por meio de fato relevante divulgado aos acionistas e ao mercado após o fechamento do pregão, que retirou seus guidances para este ano. As projeções para 2020 haviam sido publicadas em 18 de fevereiro.

A decisão da nova diretoria executiva da companhia foi tomada com base nas condições atuais de mercado, diante das incertezas sobre o real impacto decorrente dos efeitos da pandemia de Covid-19 no Brasil e no mundo.

“As últimas semanas trouxeram uma grande incerteza para o cenário macroeconômico, com a Covid-19, o que certamente altera os parâmetros com os quais estávamos trabalhando antes”, diz Werner Suffert, CFO do IRB Brasil RE.

O ressegurador destaca que os guidances dependem, substancialmente, das condições gerais da economia, das condições do mercado de seguros e resseguros, bem como das condições regulatórias, que ficarão sujeitas às mudanças em função do novo cenário.

“Com as mudanças nas premissas e a incerteza em relação à conjuntura, vemos a retirada do guidance como algo natural e em linha com uma postura mais conservadora e prudente”, completa Werner.

O IRB informa que tão logo a diretoria tenha conforto sobre as premissas que norteiam a definição das projeções, irá avaliar a conveniência e a oportunidade de voltar a divulgar os guidances revisados. A companhia reiterou ainda o compromisso com a transparência e informou que manterá seus acionistas e o mercado informados sobre quaisquer desdobramentos relevantes a respeito dos guidances.

edelman