Companhia está no topo do Índice Dow Jones de Sustentabilidade de 2019; seguradora passa a integrar a Net-Zero Asset Owner Alliance, da ONU, e se compromete com investimentos de emissão zero até 2050

Zurich toma a frente de ações contra riscos da mudança climática

Zurique, 26 de setembro de 2019 — A Zurich Insurance Group (Zurich) toma a frente de ações contra os riscos da mudança climática. Como membro fundador da Net-Zero Asset Owner Alliance, lançada no último dia 23 de setembro pela ONU, a Zurich se compromete com uma carteira de investimentos de emissão zero até 2050. Além disso, a companhia também planeja um novo serviço para ajudar as empresas a administrar melhor os riscos referentes à rápida evolução do clima.

Mario Greco, CEO da Zurich Insurance Group, afirma que os negócios têm uma função essencial na transformação da economia global para abordar a mudança climática.

“Na Zurich, estamos determinados a fazer a nossa parte. O Índice Dow Jones de Sustentabilidade recente mostra que a Zurich já ultrapassou 99% de seus colegas, mas queremos ir além. Em junho, fomos a primeira companhia de seguros a assinar o Compromisso Ambição das Empresas pela Meta de 1,5°C e continuamos buscando parceiros focados na promoção de um impacto significativo. Faz sentido em termos econômicos, estratégicos e, acima de tudo, é o certo a ser feito”.

Urban Angehrn, CIO da Zurich Insurance Group, disse que empresas em todo o mundo já enfrentam os desafios associados à mudança climática.

“Por essa razão, acreditamos profundamente que proprietários de ativos, como a Zurich, devem tomar providências imediatas para abordar esses desafios, em particular, influenciando mercados de capitais a financiar soluções para os problemas ambientais. Após assinar o compromisso Ambição das Empresas pela Meta de 1,5°C, da ONU, temos o prazer de nos juntar à Asset Owner Alliance, que é um passo importante na transição rumo a uma economia de baixa emissão de carbono.”

Administração de riscos 

Os riscos relacionados à mudança climática são, mais do que nunca, um desafio crítico e urgente para as empresas.

A Zurich atualizou o seu White Paper “Mitigação dos impactos da mudança climática: respostas da administração de riscos”, que ajuda as empresas e entender a evolução e a situação de seus riscos. O documento também oferece orientações sobre como avaliar exposições, vulnerabilidades e riscos, além de sugestões para administrá-los. Inclui ainda o scorecard da Zurich, que mede o progresso e desenvolvimento em diversas áreas relacionadas à mudança do clima.

Planejando o futuro 

A análise da Zurich mostra que as ações comerciais ainda não são suficientes para atender ao objetivo de longo prazo de manter o aumento da temperatura média global bem abaixo de 2°C acima de níveis pré-industriais. Ao mesmo tempo, existe uma demanda crescente entre os clientes da companhia para ferramentas de gestão que meçam o impacto da mudança climática. Em resposta, a Zurich lançará em breve um novo Climate Risk Advisory Service

Construindo parcerias 

A Zurich está participando do Fórum Econômico Mundial em diversos projetos relacionados ao clima e prestou suporte inicial ao recém-fundado Centro de Resiliência da Fundação Adrienne Arsht/Rockefeller. Participou também recentemente do Fórum de Desenvolvimento de Seguros, uma parceria público-privada que une o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o Ministério Federal de Cooperação e Desenvolvimento Econômico da Alemanha, o Departamento do Reino Unido para o Desenvolvimento Internacional e outras empresas do setor público-privado para aumentar a proteção de seguros em países expostos ao clima.

Zurich Flood Resilience Alliance

Outro programa de sucesso é o Zurich Flood Resilience Alliance, que entra em seu sétimo ano com o compromisso de ampliar a atuação e aumentar para 2 milhões o número de pessoas atendidas. O Zurich Flood Resilience Alliance é uma parceria multisetorial que busca maneiras práticas para ajudar comunidades a aumentar a sua resiliência às inundações – e salvar vidas.

A Aliança está trabalhando com a sociedade e organizações humanitárias, tais como a Concern Worldwide, a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC), Mercy Corps, Plan International e Practical Action, bem como parceiros de pesquisa – o Instituto Internacional de Análise de Sistemas Aplicados (IIASA), a Escola de Economia e Ciência Política de Londres (LSE) e o Instituto para Transição Social e Ambiental-Internacional (ISET).

conteúdo comunicação